Reflexão do Livro: O diagnóstico Operatório na Prática Psicopedagógica. (Jorge Visca)



10 de março de 2013



PROVAS PIAGETIANAS

Piaget em sua teoria criou estágios de desenvolvimento cognitivo. Para diagnosticar problemas de conservação ocorridos nos estágios pré-operatórios e de operações concretas. A teoria piagetiana ressalta a importância de entender a qualidade de pensamento, os argumentos do sujeito ma tentativa de compreender as transformações da realidade.Aqui temos seis provas principais.

Não conservação quando é apresentada para a criança não conservadora a primeira deformação da bolinha de massa de modelar, esta irá julgá-la maior, mantendo este julgamento mesmo que o experimentador insista sobre a dimensão negligenciada pela criança (ex. salsicha mais fina, mas mais comprida). O problema da volta empírica é resolvido corretamente ou não pela criança.

Intermediário oscila entre a conservação e não conservação: numa mesma deformação a criança pode alternar seus julgamentos ora como iguais ou diferentes; faz julgamentos de conservação e não conservação alternada nas diversas deformações; e pode apresentar alternância de julgamentos quando é contra-argumentada pelo entrevistador.As justificativas da criança são pouco explícitas e incompletas. O problema da volta empírica é resolvido corretamente pela criança.

Conservação as quantidades são sempre julgadas iguais, usando o argumento de identidade, de reversibilidade, ou de compensação.Os julgamentos de conservação se mantêm apesar das contra-argumentações.

Durante a aplicação da prova deve haver sempre um momento de confronto, em que é feita a transformação da realidade na frente da criança a fim de observamos de ela entendeu o processo de conservação de números, ou fica apenas no aspecto visual dos objetos.

Google+ Followers

Fale comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivos do Blog