O gestor mediador



9 de março de 2013


A função do gestor como mediador e condutor de práticas educativas que possam gerar o pleno desenvolvimento do aluno, com o objetivo de favorecer uma participação que gere compromisso da família com a aprendizagem e o sucesso escolar do seu filho e compromisso da escola com a inserção curricular do ambiente cultural da família e da comunidade. Essa parceria assegurará, em última instância, o pleno cumprimento da função social da escola.

O gestor precisa também obter conhecimentos prévios de tudo que envolve educação, mostrar-se atualizado, apresentando dinamismo e conhecer a legislação, deve estar sempre atento aos problemas de aprendizagem, ajudando o professor a encontrar melhores estratégias de ensino, acompanhar os professores na elaboração do planejamento, orientar os procedimentos de avaliação definidos pela escola, incentivar iniciativas inovadoras, elaborar planos diários e de longo prazo, visando à melhoria da escola e a qualidade de ensino.

Os paradigmas tradicionais modificam-se com a gestão democrática. Assim, a escola democrática deve ser a escola da cidadania, em que se objetiva a formação de cidadãos autônomos, críticos e que sejam capazes de enfrentar todos os obstáculos que possam surgir em seu meio social. Nesse sentido, vale ressaltar que é inevitável a autonomia da escola como prática social e não somente colocadas e registradas em papéis. A exposição de idéias, a aceitação de opiniões e sugestões, bem como as decisões dos caminhos da educação almejados, deve ser discutida com toda a comunidade escolar e a sociedade e a participação deve ser constante e igualitária a todos.


Google+ Followers

Fale comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivos do Blog