Referências Bibliográficas do artigo: A GESTÃO E A AVALIAÇÃO DA PRÁTICA DISCENTE



3 de março de 2013



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AZZI, Sandra. Avaliação Escolar: desafio a Educação. Coleção Veredas Formação Superior de Professores, Guia de Estudo, Módulo 6. Vol. 3, Belo Horizonte, 2001.

FREITAS, Luiz Carlos de. Crítica a organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas, SP: Papirus, 1995.

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na Educação: Os Projetos de Trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação Mediadora: Uma Relação Dialógica na Construção do Conhecimento. Porto Alegre: Mediação, 2000.

LA TAILLE, Yves de. O erro na perspectiva piagetiana. In: AQUINO, Julio Groppa (org.). Erro e fracasso na Escola: Alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1997.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar, 14 ed. São Paulo: Cortez, 2002.

PIAGET, Jean, INHELDER, Barbel. A psicologia da criança. 10 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

PERRENOUD, Philippe.  Avaliação: da Excelência à Regulação das Aprendizagens entre duas lógicas. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

PCNs, (Parâmetros Curriculares Nacionais). Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais/SEF/MEC, 1997, Vol. 01.Site: Wikipédia – Acessado em 17/06/2012.

PROCOP / PROCAD – SEE – MG. Fase Escola Saragana, Oficinas 2 e 4, 2001. Minas Gerais. Secretaria de Estado da Educação. Reflexões sobre a prática pedagógica, Belo Horizonte, 1997.

SAUL,Ana Maria A. Avaliação emancipatória, desafio á teoria e a prática de avaliação e reformulação de currículo. São Paulo: Cortez / Autores Associados, 1998. 

Google+ Followers

Fale comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivos do Blog